Nos anos recentes, passamos por processos de planejamento colaborativo e por consultorias técnicas (formais e informais) mediados por colaboradoras e colaboradores voluntários.

De forma geral, todos esses processos indicaram a necessidade de implementarmos ações transformadoras visando a atualizar, a qualificar e a melhorar a gestão administrativa através da implementação de um plano de sustentabilidade institucional que garantirá a continuidade e/ou ampliação dos nossos programas e projetos, bem como, promoverá ações de sustentabilidade em seus três pilares: social (consolidação da missão, da visão e dos valores), ambiental (medidas ecoeficientes) e financeira (realidade financeira equilibrada).

Diante disso, em 2019 decidimos iniciar o processo de transformação institucional aplicando mudanças significativas em nosso jeito de ser, ou seja, mudamos nossa identidade social (nome e logomarca) de forma a adequarmos a nossa realidade atual de apoio e trabalho com os Povos da Mata Atlântica com as novas realidades do Brasil e do Mundo.

Em 2020, acessamos através de edital específico o programa de aceleração do Instituto Legado que prevê a aplicação de um processo de diagnóstico, treinamento e capacitação, assessoria e mentoria visando ao desenvolvimento organizacional e a elaboração de soluções que possam contribuir para o aumento do nosso impacto social/ambiental e de nossa sustentabilidade no longo prazo.

Paralelamente, implementaremos um sólido plano de comunicação em rede capaz não só de comunicar toda essa transformação mas também de promover a mobilização social constante e efetiva por meio de um diálogo ético, íntegro e transparente com todas as partes interessadas, bem como, de garantir estrategicamente a promoção e a aplicação das ações/metas contidas no plano de sustentabilidade institucional.

Com isso, passamos a integrar uma rede de instituições, negócios sociais e empreendedoras/es sociais que acreditam no Movimento Transformador Massivo e no poder exponencial da inovação.

Mudanças necessárias para que possamos de fato edificar sociedades verdadeiramente sustentáveis.

Scroll Up